"Posso não ser a pessoa mais inteligente do mundo, mas vou fazer tudo para alcançar as minhas metas." Carlota Melo
Estudante
15 Anos

Testemunho na primeira pessoa - Prof DA Conceição Duarte (EBI Horta)


Decorria o mês de julho de 2015 quando num intervalo de uma reunião de final de ano fui abordada pela Sra. Presidente do Conselho Executivo que ao saber que eu iria concorrer ao apoio educativo me convidou para representar a EBI da Horta numa formação, dizia ela, sobre “apoios educativos” na Terceira. Hesitei, refleti, refleti se estava à altura … finalmente aceitei incentivada por vários colegas e pela própria presidente. E lá fui feliz por voltar à ilha onde há 37 anos atrás me acolheu para iniciar as aprendizagens daquela que seria a minha profissão.


Surpresa das surpresas, afinal uma formação de matemática – “Novas estratégias para a aprendizagem da matemática”!!!  Outra surpresa  seríamos  professores DA! A  pouco e pouco começa a insegurança, sim porque tinha que “desformatar”. “- Meu Deus será que consigo?!”. O conhecimento e experiência existia adquirido ao longo de 34 anos, mas …


O que fazer? Ter confiança, sistematizar e interiorizar os conhecimentos adquiridos.


Pontos de referência: abordagem CPA; novos conceitos; muitos exemplos e contextos de aprendizagem, com múltiplas representações e perspetivas; estabelecer conexões;  e, sobretudo, a coerência na ordem dos conteúdos.


A nossa missão: Implementar os princípios orientadores da ação no terreno.


Apesar do dilúvio que se abateu sobre Angra do Heroísmo, em setembro de 2015, no decurso do primeiro momento presencial da oficina de formação, todo o conhecimento adquirido naqueles dias foi impermeável a tanta água, mas permeável nas nossas mentes, tudo absorvido!!!


Regressei à minha unidade orgânica ciente da grande responsabilidade que trazia na bagagem e pensando se daria, como se diz na gíria, “conta do recado” sozinha! Na boquinha dos alunos passei a ser a “professora de matemática” que fazia coisas giras, infelizmente não cheguei diretamente a todos os alunos, trabalhei, diverti-me construindo materiais, enervei-me… tentei desenvolver o gosto pela matemática, desenvolvi atividades motivadoras com a intervenção dos alunos na manipulação dos materiais favorecendo uma aprendizagem partindo do concreto, passando pelo pictórico e finalmente abstrato. A maioria conseguiu assimilar todos os conteúdos trabalhados, muitos ainda não conseguiram e alguns infelizmente  talvez  não conseguirão, seria utopia pensar diferente, mas o importante é não desistir!


Como avalio este ano que passou a correr numa só palavra? Excelente.


Como caracterizo grupo de professores DA e formador ? Espetacular.


Saudações matemáticas da EBI da Horta!


A Prof DA,

Conceição Duarte

 (ano letivo 2015/2016)