"A escola ajudou-nos a encontrar a nossa paixão" Rodrigo Rijo
Técnica de Design Gráfico Estagiária & Bodyboarder
19 Anos

Ler Açores

Iniciativa que pretende agregar os projetos de promoção da leitura e de formação de leitores competentes.

Plano Regional de Leitura (PRL)


Dando continuidade ao estipulado no Protocolo de colaboração entre a então Secretaria Regional da Educação e Formação e a Comissão do Plano Nacional de Leitura, o Governo Regional determinou implementar o Plano Regional de Leitura, que elege como principal objetivo o desenvolvimento de competências e práticas de leitura nos Açores.


O Plano Regional de Leitura constitui um instrumento autónomo que, embora baseado nos mesmos princípios subjacentes ao Plano Nacional, reúne ações e estratégias de valorização da leitura e do livro especificamente adequadas às características e necessidades da população açoriana e do sistema educativo regional.


No dia 6 de junho de 2011, o Plano Regional de Leitura foi publicado em anexo à Resolução do Conselho do Governo n.º 82.


Rede Regional de Bibliotecas Escolares (RRBE)


A criação da Rede Regional de Bibliotecas Escolares, no âmbito da Resolução do Conselho do Governo n.º 82/2011 de 6 de Junho de 2011, visa promover o desenvolvimento das bibliotecas sediadas nas escolas públicas da Região Autónoma dos Açores, disponibilizando apoio ao nível da gestão e animação das referidas bibliotecas. Pretende-se, deste modo, que a biblioteca escolar seja parte integrante do processo de ensino-aprendizagem, contribuindo para o desenvolvimento das práticas educativas, e não um mero local de trabalho e ou de armazenamento de recursos.


A Rede Regional de Bibliotecas Escolares tem como principais objetivos facultar formação aos coordenadores de biblioteca e assistentes operacionais a ela ligados, assegurar a catalogação dos acervos, harmonizar procedimentos, promover dinâmicas de leitura e construir parcerias com as bibliotecas municipais e públicas.


A Rede Regional de Bibliotecas Escolares alicerça-se nos coordenadores de biblioteca que asseguram, nas escolas, o funcionamento das bibliotecas e que planeiam atividades em função do público escolar a que se dirigem, tendo em conta a articulação com o currículo e a abertura à comunidade envolvente, visando o desenvolvimento da literacia e a criação de comunidades de leitores, contribuindo assim para a construção da cidadania.